Textos


DONALD WOODS WINNICOTT (1896-1971)

 
Resultado de imagem para donald woods winnicott


 
Donald Woods Winnicott nasceu em Plymouth, no dia 7 de abril de 1896, na cidade do condado de Devon, no seio de família de classe média alta, de confissão metodista, de Sir Frederick Winnicott, que era próspero comerciante e alcalde, e de Elizabeth Martha. Foi um célebre psicanalista, psiquiatra e pediatra inglês. O nome da família vem de vocábulo antigo inglês, referente a amigo e Cott que alude a jogar. O nome Donald significa em celta poderoso. Seu avô Richard havia fundado uma firma chamada Winnicot Brothers, sendo exportador. Seu pai era filho caçula desse empreendedor. Trabalhou assim o pai na empresa familiar. Também seu pai dedicou muita energia as atividades religiosas, além de receber o título de Cavaleiro em 1924, do Rei Jorge V. A família Winnicot habitava uma casa conhecida como Rockville, com amplos jardins e pelo menos quatro pisos, com cancha de croquet, terreno com árvores frutíferas, horta etc. Sua mãe inclusive tinha um livro de visitas na casa. Também sua mãe Elizabeth era filha de um farmacêutico e tinha duas irmãs mais velhas, Violet e Kathleen. Convivia ainda com eles a tia Delia, Allie, cozinheira, várias mucamas e um gato. Já o pai de Donald tinha pouco tempo para os filhos, mas Donald sempre voltava da igreja aos domingos conversando com o pai. Certa vez perguntou ao seu pai sobre religião e ele disse que leu a Bíblia, e que podia ser livre em sua crença. Isso pode ter sido o estímulo para a liberdade de Donald ao procurar a psicanálise e psicanalistas de sua época. Também Donald estava rodeado de muitas mulheres, ouvindo e aconselhando estas, de modo que passava horas na cozinha familiar. Tratava estas como suas múltiplas mães. De tudo isso resultou que ele teve forte identificação com o feminino. Mas Winnicott iniciou seus estudos em Medicina quando ainda cursava Leys School, e continuou em Jesus College e assim em Cambridge, pausando estudos para servir como cirurgião em navio na Primeira Guerra Mundial. Pode graduar-se como médico especializado em pediatria em 1920, começando a trabalhar em 23 em Paddington, em hospital para crianças de Londres. Nesse mesmo ano casa-se com Alice Taylor, da qual se divorciou em 1951 para se casar com Elsie Clare Nimmo Britton, trabalhadora social e psicanalista. Teve estudos sobre a mãe amamentante, onde via unidade indissolúvel e enunciou a teoria do objeto transacional. Entre seus livros se destacaram “A criança e seu mundo externo”, “Escritos de pediatria e psicanálise”, “Transtornos na infância”, “A criança e a família”, “A família e o desenvolvimento individual” e “A consulta terapêutica da criança”. Cunhou o termo self. Durante um tempo foi discípulo de Melanie Klein, da qual se distanciou quando da disputa desta com Anna Freud. Donald foi um pensador solitário, não sistemático e com intuições geniais. Chegou a atender um dos filhos de Melanie. Dedicou-se a pediatria por mais de 40 anos. Em 1940 foi um dos poucos que se opôs ao uso de eletrochoque. Foi presidente da Sociedade Psicanalítica Britânica de 1956 a 59 e de 65 a 68. Teve correspondência com Lacan. Em 1967 dissertou com Lacan na Escola Freudiana de Paris. Falou ainda em verdadeiro e falso self. Faleceu em um ataque cardíaco em 25 de janeiro de 1971, em Londres.

 
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 31/03/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Mariano Soltys). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários