Textos

CHARLES SANDERS PEIRCE (1839-1914)

Resultado de imagem para Peirce

Charles Sanders Peirce ou Charles Santiago Sanders Peirce nasceu em Cambridge, Massachussets, em 10 de setembro de 1939, e foi um cientista, lógico e filósofo americano, pai da semiótica moderna e teoria dos signos, com Saussure. Filho de Benjamin Peirce e de Sarah, sendo seu pai professor de astronomia e matemática em Harvard. De uma das famílias mais destacadas no meio intelectual, social e político de Boston. Seu pai o ensinou desde pequeno a matemática, física e astronomia. Peirce se graduou em Harvard, também, em Química, Bacharel em Artes, Mestre em Artes e ainda Bacharel em Ciências, mas nunca teve uma posição acadêmica permanente por causa de sua personalidade difícil, de caráter estranho e difícil tato, tido por maníaco-depressivo, e pelo escândalo de segundo casamento, após se divorciar de Melusina Fay. Foi ainda cientista na Coast Survey, trabalhando com astronomia, e depois professor de lógica em Universidade Johns Hopkins. Estabeleceu-se com a segunda mulher, em Milford, Pensilvania, mas não teve filhos. Trabalhou como assistente de investigação ao longo de trinta anos, estudando sobre luz das estrelas e gravidade. Sua introdução na filosofia foi através da obra kantiana e da filosofia escocesa, mesmo tendo formação científica. Seu segundo casamento se deu quando possuía 48 anos, com  Juliette Froissy. Foi o primeiro delegado americano no Congresso Internacional Geodésico. Realizou experimentos com pêndulo que contribuíram para a determinação da densidade e forma da Terra. Também estudou em ampliou o sistema de lógica de George Boole. Seu sistema filosófico é conhecido por pragmatismo, que também é corrente de William James e John Dewey. Publicou livros sobre lógica e outros temas, bem como artigos de revistas e manuscritos sem publicar, que somam 80000 páginas. Mas se publicou uma obra em 8 volumes sobre papéis coletados seus, e ainda se publica, esperando chegar em 30 volumes de trabalhos seus. Sua filosofia é prática, como sugere o nome pragmatismo. Mas seu método ainda é experimental e se aproxima do empirismo, apesar de ir além tanto do empirismo, quando idealismo. Também seu trabalho foi relevante para a psicologia, história da ciência e outros saberes. Popper o via como um dos maiores filósofos de todos os tempos. Participou também da redação de “Dicionário de Filosofia e Psicologia”, escrevendo diversos artigos. Possui diversas categorias em seu pensamento, chamadas de terceiridades. Viveu seus últimos anos em Milford, quase na miséria, por outro lado. Não publicou nenhuma obra em sua vida, ainda que deixou pronta A grande lógica. Seus manuscritos foram adquiridos pela Universidade de Harvard e publicados em diversos volumes. Escreveu intensamente por 26 anos antes de falecer, por câncer, em 19 de abril de 1914, aos 74 anos.
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 20/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Mariano Soltys). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários