Textos


FERDINAND DE SAUSSURE (1857-1913)

 
Resultado de imagem para saussure biografia


Ferdinand de Saussure nasceu em Genebra, Suíça, em 26 de Novembro de 1857, filho de Henry Louis Frédéric de Saussure, entomologista e mineralogista, neto de botânico Nícholas Theodore e bisneto de naturalista Horace Bénédict. Seus antepassados contavam com matemáticos, geógrafos, físicos entre outros. Foi um linguista, ou melhor, o fudador da linguística, da linguística estrutural, e assim ligado a filosofia do estruturalismo, além de professor de línguas indoeuropeias. Nas suas investigações, enunciou a dicotomia língua e fala, além de tratar de significante, significado etc. A linguagem despertou seu interesse cedo, aos 14 anos, uma vez influenciado pelo filólogo Adolphe Pictet, amigo de pai, estudando assim grego, latim e sânscrito, além de estudar alemão, inglês e francês, sendo poliglota ainda jovem. Então, estudou sânscrito com os neogramáticos em Leipzig, Alemanha, e, aos 21 anos, publicou “Memória sobre o sistema primitivo de vogais nas línguas indoeuropeias”, que está vigente até hoje. Um ano depois publicou a sua tese doutoral sobre emprego de genitivo em sânscrito, trabalho que por mérito o levou a ser nomeado professor de gramática comparada na Escola de estudos superiores de París. Seus discípulos, C. Bally, A. Riedlinger e A. Séchehaye teriam futuramente grande importância, por fazerem resumos de suas aulas. Após trabalhar de professor lá, foi nomeado professor em Genebra, onde lecionou sânscrito de 1907 a 1910. Temas tratados por ele ainda foram a sincronia e a diacronia, além de língua e fala. Isso tudo influencia o estruturalismo francês de décadas de 50/60. Sua obra mais influente foi a Memória. Da compilação de seus alunos, surgiu o “Curso de linguística geral”. O conhecimento de Saussure não abarca apenas a linguística, mas também a ciência e filosofia em geral. Ele inspirou Levi-Strauss, bem como Jakobson, e foi ainda usado por Lacan, que usou material de ambos. Mas Lacan falou que apesar de significado e significante servirem a animais irracionais, ao homem é aberto. Lacan inverte o desenho do signo linguístico de Saussure. Já Levi-Strauss toma as oposições binárias e discretas, bem como o sincrônico e diacrônico para elaborar a antropologia estruturalista. Existe um fundo de manuscritos de Saussure na Biblioteca de Genebra, onde a família tem doado recentemente, entre 1996 e 2008, importantes documentos. Ainda publicaram seus escritos Rudolf Engler em colaboração com Simon Bouquet. Também a revista Linguagem tem publicado algo seu. Lembra o teosofista John Algeo: “Ferdinand de Saussure, el fundador de la lingüística moderna, dijo que un lenguaje es un sistema en el cual todo permanece unido. Él podía haber dicho esto, tan verdaderamente, sobre cualquier otra cosa en el universo o del propio universo. La palabra universo viene del latín, significando transformado en uno. El universo es un todo combinando todas sus partes, aparentemente separadas, en una unidad. Esta unidad no es tanto el material (relleno) del que el universo está hecho, sino los modelos que adecuan el contenido material. ”1. Seu estilo de vida foi muito dedicado ao trabalho, o que pode ter afetado a saúde. Ferdinand de Saussure faleceu prematuramente, aos 55 anos, em Genebra, Suíça, em 22 de fevereiro de 1913.



 
1ALGEO, John. Los fundamentos de la teosofía. p. 5.
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 29/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Mariano Soltys). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários