Textos

LINGUAGEM CORPORAL - FISIONOMIA
Vamos assim a definições e detalhes. Os dois traços mais comuns são os de Marte, que estão presentes na maioria dos homens e a de Vênus, que está na maioria das mulheres. Rosto tendente ao quadrado para o homem e tendente ao arredondado para a mulher. Claro que podemos observar mulheres com o rosto marciano, quando há o nariz aquilino e certa musculatura do corpo acentuada, tão em moda com a busca do “sensual”, a freqüência de academias de ginástica e tudo mais. O comportamento cada vez mais exigido da mulher em se tratando de luta (que leva a Ares e Marte, deuses da guerra...), nos fazem já superar esse paradigma. Também homens cada vez mais sensíveis e amáveis, revelam em grande parte por seu rosto quase feminino a fisionomia venusiana, ou mesmo mercuriana.
Outra distinção fácil de se perceber é a de Saturno e de Júpiter, que seria o mesmo que dizer da postura corporal do melancólico ou esquizotímico e por outro lado a do Fleumático, do feliz. O magro e o gordo. O magro que não gosta de exercitar e que se vê enfurnado em livros e em busca pelo trabalho e mesmo poder, acaba por revelar bem essa tendência de Saturno, ou no seu signo de Capricórnio. Sua aparente fragilidade também se revela no rosto, que parece nos levar a uma força para chorar, para a revelação de alguém que sofreu muito na vida, seja por problemas de saúde, seja por sua quase natural hipocondria. Já o jupteriano é o gordo bem humorado e engraçado, esse também tendo já seu poder e até a riqueza. Por isso muitos reis eram gordos, o que revela o equívoco de nossa sociedade pós-moderna em tanto repudiar esse temperamento e tipo, que tem muitas qualidades, uma delas de possuir a felicidade e querer a distribuir, e por isso dos contadores de piada. Júpiter assim revela uma reação contra a escassez, justamente na fartura, já demonstrada no corpo bem nutrido e no bom humor. O melancólico representando o excesso de terra, que densifica os ossos e torna o corpo pesado psicologicamente, por isso do saturnino andar cabisbaixo ou inclinar a cabeça para o lado, parecendo sempre cansado. Já o jupteriano é um preguiçoso, mas sempre está bem disposto a conviver com as pessoas, para falar coisas engraçadas, se espalhando como o elemento água.
Outras formas simples de se identificar são a aparência lunar e a solar, que são bem mais sutis, mas existem. A fisionomia lunar tem um olho de tamanho menos que o outro, e o olhar revela uma profundidade, a pele a clara e quase branca. A mulher ou homem lunar parecem sonhadores, a primeira impressão que se tem é que possuem algum problema psicológico ou de relacionamento social. Mas com o tempo se revelam boas pessoas. Vi certa vez uma moça desse perfil que ainda tinha o corpo de alta estatura, sendo por demais calma. Por coincidência o nome dela era Luana. Já no tipo solar vemos o olhar brilhante claro, azul ou verde, semelhante aos retratos mediúnicos de anjos ou mentores, e isso revela também uma certa superioridade aparente de alma, magnificência. Também no tipo solar há uma aproximação com o conceito de um rei ou rainha, e por isso talvez a noção de se atribuir a beleza de ma mulher jovem ao adjetivo de princesa. O rosto solar tem sua fisionomia quase arredondada, mas já de cor mais viva, não tão branca quanto à lunar. Revela uma pessoa bondosa, pois o Sol e doador de vida e de luz. Por isso de sua aparência quase angelical.

(TRECHO DE LIVRO: FISIONOMIA OCULTA, de minha autoria, PUBLICADO EM www.clubedeautores.com.br)
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 14/07/2012


Comentários