Textos

Lesma atravessando rua de pedra-sabão molhada

Lesma atravessando rua de pedra-sabão molhada


A
Sempre que o sempre foi sangue
Gangue de ideias
Mês sem dia, sem hora e minutos
Diminutos momentos
Flor espinhosa
Sonho anestesiado
Olho entediado
Distância de tudo
Relevância de nada
Rua molhada e lisa
Sou lesma atravessando
Através e insano
Asno
Xlic, xlec!
Passou raspando
Rapando meus pelos
Panda
Lesma lesmando
Sem rumo
Sem ramo
Muro de emoções que se foram
Promoções perdidas
Do coração
Ração que não comi
Pedra
Sabão
Pedra-sabão
E sem desejo
Fluir sem pensar
Perco-me na estrada
Sou extra
Nada que rasteja
Gosma
Lesma de rua
Pedindo esmola de desejo
Querendo mola
Não amola
Estou bravo e calmo
A rua já passou
Tudo passou
E eu lesma, me atraso
Quero tudo
Roque e Love
Veloz
Roma sem amor
Poder bélico
Sou mole
Suo e sou
Sou e suo
Quero emoções
Roque e barulho
Mas só tenho silêncio
E rua molhada
Dou uma olhada
E não vejo
O órgão se foi
Meu corpo é olho
Sinto não sentir
Vejo tudo
Vejo ludo
Jogo
Lesma sem dado
Não cabo nos dados
Sem cabo instrumento
Minto
Sou lesma atravessando
Rua de pedra-sabão
Escorregando
Lesma macho
Atropelado  
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 03/05/2013


Comentários