Textos

KURT KOFFKA (1886-1941)
 
Imagem relacionada



Kurt Koffka nasceu em 18 de março de 1886, em Berlim, Alemanha. E foi um psicólogo alemão da escola da gestalt. De uma família que se havia distinguido por mais de uma geração na profissão jurídica, sendo que sua inscrição na Universidade de Berlin em 1903 como estudante de Filosofia rompeu com essa tradição, sendo doutor em Filosofia em 1908. Foi estudante em 1909 de Carl Stumpf e no mesmo ano se casou com Mira Klein. Também estudou na Universidade de Edimburgo na Escócia, onde exercitou seu inglês. Esse detalhe foi importante para ultrapassar fronteiras, na divulgação da gestalt. Já em 1910 foi convidado por Max Wertheimer para trabalhar no Instituto Psicológico da universidade para estudo de efeito phi. Deixa a Universidade de Frankfurt para ocupar cargo na Universidade de Giessen, onde ficou até 1924. Em 1923 se divorciou de Klein e casou-se com Elisabeth Ahlgrimm, que havia recentemente obtido doutorado em Giessen. Mas se divorciou dela no mesmo ano e casou-se novamente com primeira esposa. Depois, Koffka viajou aos EUA e foi professor visitante na Universidade de Cornell, de 1924 a 25, e dois anos depois na Universidade de Wisconsin-Madison, e em 27, Smith College en Northampton, em Massachussets, onde fica até fim dos dias. Ele acreditava que boa parte do conhecimento ocorre por imitação, e também que ocorre depois da consequência. Aprendizajem sensório-motora. E o maior tipo de aprendizagem é a ideacional, que faz uso da linguagem. Um momento importante no desenvolvimento da criança é quando ela entende que os objetos têm nomes. Publicou obras de envergadura, como “A teoria da estrutura” e “Princípios da psicologia da forma” e “Bases do desenvolvimento psicológico”. Junto a Wolfgang Köhler, a Kurt Goldstein e a Hans Gruhle, fundou a revista Investigação Psicológica, publicada até 1938. Além da influência do ambiente em si, havia os fatores anamnésicos do sujeito para as emoções. Sua obra mais importante foi “O crescimento da mente”. Desde o começo de seus estudos, lá na Alemanha, pois em dúvida sobre o elementarismo dominante na psicologia alemã. O tema era o pensamento com relação a imagens. A gestalt nasceu sobre a percepção do movimento. Fez também conferências na Universidade Clark, nos EUA. Passou ademais o verão de 1932 no Uzbesquistão em uma espedição patrocinada pelo governo soviético e em 39/40, em Oxford. Também teve estudos com símios. Criticou William James. Logo, a primeira experiência da criança é de totalidade organizada, e já em James era confusão e zumbido. Kurt Koffka faleceu em 22 de novembro de 1941, em Northampton, Massachussets, EUA.

 
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 11/03/2017
Alterado em 11/03/2017


Comentários